Tabela do frete elevou inflação e reduziu PIB em R$ 7 bilhões, diz CNI

Tabela do frete elevou inflação e reduziu PIB em R$ 7 bilhões, diz CNI

Tabele do frete rodoviário foi criada pelo governo federal para atender reivindicação dos caminhoneiros durante a greve que ocorreu no ano passado

A economia brasileira deixou de crescer pelo menos 0,18% em 2018 por causa dos impactos da tabela do frete rodoviário, criada pelo governo federal para atender reivindicação dos caminhoneiros, que paralisaram o país durante uma greve no ano passado. É o que mostra estudo divulgado hoje (6) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Segundo o estudo, o Produto Interno Bruto (PIB, que é a soma dos produtos e serviços do país) foi reduzido em 0,11%, o equivalente a R$ 7,2 bilhões.

A menor expansão da economia devido à política de preços mínimos prejudicou, ainda, a recuperação do mercado de trabalho, diz a CNI. Ao todo, 203 mil postos de trabalho deixaram de ser criados.

Na indústria, o estudo mostra que a produção de peças para veículos e outros equipamentos de transporte caiu 0,85%; a de ferro-gusa, 0,81%; a extração de minerais metálicos (não ferrosos), 0,76%; e a produção de aço semi-laminado, 0,74%. Os setores de transporte terrestre de passageiros e de transporte aquaviário também foram afetados, com quedas de 0,55% e 0,69%, respectivamente. O estudo cita ainda perdas em setores como produção de couros e calçados (-0,58%), artigos de borracha (-0,60%), celulose (0,69%) e carvão mineral (0,54%).

Mais Notícias
COMPRE SEU FURGÃO NOVO COM CARTÃO BNDES. SAIBA MAIS ACESSANDO O LINK DO VÍDEO.
Saiba Mais
CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO - COMUNIDADE BURATI - FARROUPILHA/ RS
Saiba Mais
“Situação só piorou”, dizem caminhoneiros um ano após greve
Saiba Mais

Condições de pagamento

6X
SEM JUROS
FINANCIAMENTO
JUROS
NEGOCIÁVEL

DEPENDE DO Nº DE PARCELAS
BOLETO BANCÁRIO MEDIANTE CONSULTA CPF E ENTRADA
Cartão